4 de jul de 2011

Sobre minhas leituras

Finalmente terminei de ler O Senhor dos Anéis.

Foi uma jornada de em torno de 6 meses desde que comecei a ler A Sociedade do Anel, perto do natal do ano passado, durante as viagens de ônibus, até o fim de O Retorno do Rei, na última quinta-feira. Me sinto "vencedor", nessa trajetória, por alguns motivos, os quais enumero a seguir:

Em primeiro lugar, creio que é necessária perseverança que eu ainda não conhecia para ler o livro até o fim. Sei que uma significativa parte dos meus leitores vai considerar que nem é tão grandes coisas terminar o livro, mas a verdade é que definitivamente esse é o primeiro livro de tão grande porte que eu termino. Falarei mais disso em breve...

Em segundo lugar, me sinto bem por saber que nesse ano estarei contribuindo bastante para o aumento do número médio de livros lidos anualmente por brasileiro. Sei que esse número é pequeno (uma pequena pesquisa no google me levou a 4,7), e apesar de eu certamente ler bem mais do que o número de livros médio do brasileiro (convenhamos, eu leio outras coisas, estou sempre lendo, mas nunca fecho um livro inteiro D=), eu não leio os livros até o fim e normalmente não termino próximo da média anual do brasileiro. Digo isso porque, desde que terminei O Senhor dos Anéis, comecei a ler um pequenino livro de "contos" (é isso?) do Sherlock Holmes, e diria que já estou em vias de terminar =D

Em terceiro lugar, me sinto vencedor porque finalmente me tornei um leitor e venci aquela barreira entre o "tentar ler" e o "ler efetivamente". Não sei se o leitor entende o que quero dizer, por isso tentarei ser mais claro: em outros momentos, eu definia que leria um livro e, a partir de então, encarava a leitura como um desafio, ou uma obrigação, algo que me incomodava. Ler era uma tortura pela qual eu deveria passar (eu já estava acostumado a esse tipo de comportamento quando tocando clarinete, por exemplo - apesar de no clarinete eu ter progredido bem mais, se bem que eu também tocava bem mais clarinete do que lia u.u). Agora ler passou a ser divertido. Não que não haja momentos em que ler é ruim (às vezes eu estou meio com sono ou dor de cabeça e ler é complicado), mas agora há momentos em que ler é realmente bom (os "contos", ou seja lá o que for, do Sherlock Holmes são MUITO bons!).

Voltando a o que eu ía dizendo no início, sobre pra mim ser realmente um feito que eu tenha terminado O Senhor dos Anéis (chamarei de LOTR para poupar meus dedos frios enquanto escrevo), a questão é que, a partir de agora (na verdade, eu diria que a partir de quando comecei O Retorno do Rei, que eu li infinitamente mais rápido que As Duas Torres e A Sociedade do Anel), livros grandes não me intimidam mais, com seus capítulos de muitas páginas e suas letras miúdas. A partir de agora, ler textos compridos é possível e aceitável \o/

Os próximos livros, na sequência de meus planos, talvez não agradem a ninguém além de mim. Ao terminar o livro do Sherlock Holmes que estou lendo, pretendo finalmente começar Memórias Póstumas de Brás Cubas (é que a Priscila levou e nunca mais devolveu =/), e depois, se tudo der certo, pretendo começar o primeiro livro do Harry Potter. Só então, voltarei para o universo do Tolkien e começarei O Silmarilion, que aguarda pacientemente na prateleira =D

Era isso... (nada de mais, só um pouco sobre minhas leituras)

R$

Nenhum comentário:

Postar um comentário