14 de abr de 2012

Nas noites de Abril...

Desde que aprendi, há alguns dias, a palavra "Heimweh", no alemão, que significa algo como "saudade de casa" (ou falta de casa), andei matutando uma coisa: por que raio de motivo é a palavra saudade tão difícil de ser traduzida (na opinião de uns certos pesquisadores britânicos).

Saudade (1899), por Almeida Júnior.
(fonte: Wikipedia)

Fui à wikipedia, e achei uma definição horrorosa da palavra, tanto em português, quanto em inglês. Explicação contradizente ou não conclusiva era o que mais havia por lá -- inclusive na página de discussão. Fiquei pensando nos possíveis diferentes significados e tentando encontrar casos nos quais a palavra tem sentido totalmente diferente daqueles a que estamos acostumados.

Inicialmente, eu sempre achava que a palavra saudade, como substantivo, poderia facilmente ser traduzida como "o substantivo relacionado ao verbo 'miss', do inglês". A gente diz "to com saudades da minha mãe", e a tradução parece óbvia: "I miss my mother". Apesar disso, eu sempre tive aquela noção de que a palavra saudade tem um sentido mais emocional: quando criança, eu gostava de diferenciar "saudade" de "falta por necessidade".

Passado algum tempo, encontrei a palavra "Yearning". Pelo que entendi, ela é uma "falta" forte e profunda de algo. Mas a questão é que essa palavra parece ser uma falta não necessariamente melancólica por algo que se tinha e que se perdeu, ou que se gostaria de ter (ou ver): uma pessoa pode ter "yearning for justice", por exemplo.

Um sentido, especialmente, também me impressiona na nossa palavra: a saudade de algo futuro. Eu não sei o quão certo é o uso desse sentido, mas ele é bastante freqüente no cristianismo do século passado. Expressões como "Saudade de Sião" ou "Saudades da Jerusalém Celestial" -- coisa que eu não vi, mas que anseio "conquistar", e que de certa forma conheço -- aparecem bastante nos nossos cancioneiros. Aliás, a gente também gosta de dizer que tem saudades de Jesus, e isso não é nenhuma "falta", e dificilmente seria traduzível como "miss" (apesar de eu não fazer idéia de o quanto isso seria traduzível como "yearning").

Finalmente, concluo o inútil, i.e., que não sei. Seria legal perguntar a algum nativo de ambas as línguas o que ele acharia. É engraçado porque, acho eu, por eu pouco dizer que tenho saudades de algo[uém] -- é realmente raro! -- eu tenho a impressão às vezes de eu não sei bem exatamente o sentido dessa palavra.

A única coisa que sei é a seguinte: uma saudade a mim muito agrada, a saber:



R$

Nenhum comentário:

Postar um comentário