7 de mai de 2010

Natação |X| (dia_da_dor_de_ouvido) Teclado

Decidi que quero fazer natação. Procurei na internet sobre as piscinas aqui em Porto Alegre, me informei de preços, perdi algumas horas procurando (e indo aos locais pra ver como eram) cada um dos lugares, me informei também de horários, até mesmo me dei ao trabalho de ver os preços dos "materiais" pra poder fazer natação, ou seja, toca, óculos, sunga (sim, em 5 dos 7 lugares onde fui me disseram que era necessário que se usasse sunga, e que NÃO dava pra ser qualquer outra coisa D=), protetor auricular (não sei o motivo, mas me interessei, quando estava olhando os preços, em anotar no meu celular o preço do protetor auricular que tinha na loja onde o vi), etc. Estava um certo tanto ansioso pelo assunto, e tinha meio que decidido começar com isso assim que terminasse a "época de provas" (época compreendida entre quinta-feira passada - dia 29 de abril de 2010 - e segunda-feira que vem - dia 10 de maio de 2010). Achei que o melhor lugar seria a PUC (báá... lá tudo pareceu tão tão tão tão legal!!!), mas fiquei especialmente desacorçoado quando o cara começou a dizer os únicos horários em que ainda havia vagas. Desisti. Pensei: bom, vamos pra a minha carta na manga: o Clube dos Caixeiros Viajantes. Me pareceu um lugar bem legal e ainda por cima era somente 5 pila a mais que o valor da PUC (o que que é um peido pra quem já tá todo cagado!?!?).

Já tinha decidido tudo pra ir lá na segunda-feira dia 10, depois da aula de FCG (Fundamentos de Computação Gráfica, pra quem lê isso e não é da computação........... oi mãe \o/), quando me acontece a coisa mais sem noção que poderia ter acontecido: segunda-feira dia 3, acordei com uma estranha sensação no ouvido. Fui ao médico na quarta-feira e ele me disse que eu não poderia nadar enquanto não resolvesse isso. Também me deu um prazo: disse que em 10 dias estaria bom.

Os religiosos mais fanáticos e os ateus mais debochados possivelmente digam "aaa... foi Deus que não quis [cara de debochado]||[cara de triste por mim] ", mas pra mim foi uma simples coincidência =D. Posso dizer, mesmo assim, que estou satisfeito: o cara da PUC me disse pra ligar entre os dias 20 e 24 de maio, porque achava que abririam vagas (acho que acabo de dar um tiro no pé, certo?!?!).

Acho que o leitor deve ter percebido que no título do meu post (sei que não ficou muito bom de entender, principalmente porque fiz um bom tanto de força pra o título dar (somente) mais ou menos certo: primeiro tinha posto só um "x", mas achei que o "|X|" era mais "correto" no meio em que me encontro) tento fazer uma equi-junção pela coluna "dia_da_dor_de_ouvido" das "tabelas" Natação e Teclado. Isso provavelmente queira dizer que eu vá falar sobre o meu teclado também neste post, certo!?!?

SIM!!! O que acontece é que, como eu fui ter essa dor de ouvido justamente na semana em que eu tinha duas provas (umas das quais foi aplicada em pseudo-surpresa, já que, até onde metade - sim, metade ¬¬ - da turma sabia, a prova deveria ser aplicada dois dias depois do dia em que foi aplicada) e justamente na semana em que eu tinha de dar uma olhada numas músicas pra um grupo do qual faço parte na igreja (por isso, trusce (tentei transcrever meu modo de falar, mas ficou complicado: a palavra aqui tenta ser a conjugação na primeira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo do verbo trazer, ou seja, trouxe) o meu teclado (musical) para o apartamento onde "moro", aqui em Porto Alegre), passei boa parte do meu tempo tocando um pouquinho de teclado essa semana. Percebi que, por algum motivo, tocar teclado não me incomodava quando meu ouvido doía (ele ainda dói, mas não a ponto de me atrapalhar em alguma coisa), diferentemente do que acontecia quando eu tentava estudar ou mesmo dormir (que noite ruim de sono que eu tive de terça pra quarta-feira essa semana D= D=). Comprei, durante a semana, um adaptador para o meu fone de ouvido, de forma que pudesse pôr o plug dele dentro da saída do teclado (para quem entende, a saída do teclado é P10 e o "macho" do fone é P2), e o tenho usado todos os dias sem exceção desde então para, a qualquer hora, dar uma tocadinha no meu mais novo brinquedinho quase-favorito =D.

Enfim... decidi, por causa disso, que tocar teclado é uma brincadeira (sim, brincadeira: nada que deva me tirar a felicidade, impondo compromissos ou exigindo que eu deva sacrificar algo da minha vida para tocar alguma música) à qual eu devo me dedicar um pouco mais nos próximos tempos. Não creio que vá durar MUITO tempo, já que, logo, terei vários trabalhos fodões pra fazer que me deverão tirar a vida social (e o prazer em fazer qualquer outra coisa diferente dos próprios trabalhos) durante alguns dias. Mas acho que vale a pena se dedicar um pouquinho a isso nos próximos tempos [pra infelicidade do meu amigo André, se ele estiver lendo isso D= D=].

Oi André \o/ \o/

Enfim... acho que vou procurar umas partituras bem bem bem bem bem bem bem bem fáceis em primeira instância pra dar uma brincada. Mas que isso fique claro: não devo colocar o teclado acima do Kingdom Hearts xD

AAA... e... se isso deixa meus colegas felizes, agora, sim, poderei tocar alguma coisa quando me convidarem pra tirar alguma música pelo puro prazer nostálgico de fazer as pessoas à nossa volta felizes com músicas maravilhosas dos desenhos e jogos dos tempos de ouro de SNES (bons tempos).

Enfim......... achei que o produto cartesiano ía dar sérios problemas de inconsistências com a realidade na tabela resultante =D

R$

Nenhum comentário:

Postar um comentário