26 de fev de 2011

Tudo Free Downloads, Quadrinhos e Comical

Tá tá... eu sei o que o leitor tá pensando: por que é que eu to usando um título a estilo PC Siqueira? Não foi intencional, apesar de, depois de feito, eu ter achado divertido e resolvido deixar só pela comédia. Mas, talvez diferentemente do PC Siqueira, eu devo me limitar somente a esses 3 assuntos, e não pular aleatoriamente de um assunto pra o outro como ele faz (ou ao menos fazia, no tempo em que eu assistia a seus videos).

Em primeiro lugar, quero fazer propaganda de um blog: Tudo Free Downloads. Essa propaganda é muito mais para mim do que para o leitor. Como o leitor já sabe, é natural que eu largue coisas de que eu queira me lembrar no futuro aqui no blog, já que é um lugar "na nuvem" onde, depois, eu poderei procurar (sem medo de que tenha sido deletado ou coisa do tipo - a menos que o Google filhadaputeie muito). Assim, esse link é pra que eu lembre dele no futuro.

Estava passando pelo Akinator (meus amigos do chat estavam brincando com ele - pra quem não sabe o que é, basta clicar no link e em jogar: é completamente intuitivo u.u) e tentei ver se ele descobria que eu tava pensando na Shriek, do Maximum Carnage. Na hora, não sabia como eles tinham traduzido o nome Shriek para o português, e fiquei muito a fim de procurar os quadrinhos em português para matar essa dúvida. Procurei por qualquer coisa como Carnifina Total (esse é o nome com que os quadrinhos vieram para o Brasil) e acabei caindo naquele blog, Tudo Free Downloads, onde pude baixar os quadrinhos num formato que, em primeiro momento, pensei que fosse de arquivos de ajuda (arquivos de ajuda são ".chm"), tal de cbr. Cliquei duas vezes em cima e concluí o óbvio: não eram arquivos de ajuda. Procurei por ".cbr" no Google (ou algo assim) e encontrei um tal de Comical.

Comical é um projeto hospedado no SourceForge que está em sua versão 0.8, pelo que entendi, e, até onde diz o site do projeto, "it lives"[!!!]. Assim, sem medo, baixei o programinha (não gosto dessas coisas de windows de sair procurando pela internet qualquer programa pra instalar. Me sinto inseguro. Depois que o Ubuntu surgiu na minha vida, comecei a preferir a segurança dele) e saí usando. A interface era ridiculamente user-friendly (apesar de o TODO.txt do projeto dizer que eles ainda querem melhorar a interface, adicionando atalhos customizados pelo usuário e coisas do tipo): tu abre o programa e ele pede um arquivo .cbr ou .cbz para abrir; tu manda abrir, e ele mostra aquilo que tem no arquivo; ponto (sem frescura). Infelizmente, parece que o projeto está parado, já que desde 2006 não houve mais releases, e o último patch parece ter sido released em 2008 D=

Abri o arquivo e fiquei boquiaberto. Sou eu tão n00b que nunca tinha encontrado esses tais arquivos .cbr/.cbz? Sério... é PERFEITO! Os quadrinhos estão lá, lindos, para serem lidos. Pelo que eu entendi, "cbr" é um "comic book rar-compacted" e "cbz" é um "comic book zip-compacted". Até, por acaso, agora, tentei abrir um dos arquivos .cbr com o WinRAR e funfou.

Enfim, como o Tudo Free Downloads me pareceu um bom site, resolvi arriscar: será que encontraria outra paixão da minha infância, ao lado do Maximum Carnage, que me ensinou como quadrinhos e video-games poderiam sem problemas se integrar (outro jogo que virei incontáveis vezes, várias até mesmo no mesmo dia)? Procurei então por Desafio Infinito, o nome com o qual o War of the Gems veio para o Brasil. Na hora, encontrei! E melhor que isso, com uma frase tão clássica quanto os quadrinhos: "Venham me pegar, Heróis!", que é a frase que o Thanos aparecia falando na capa do segundo volume dessa incrível saga. Lembro até hoje da inveja que eu tinha do meu vizinho com todos aqueles quadrinhos.

Enfim... é isso. Por fim, sugiro ao leitor do meu blog que leia essas duas obras de que eu falei. São curtinhas e contribuem em muito à sua cultura até mesmo sobre Super NES, pra falar bem a verdade (dois jogos que vale a pena jogar também) u.u


R$

2 comentários:

  1. Aham... virou várias vezes, mas não conseguiu virar aquele dia.

    ResponderExcluir
  2. É sério. Virei muitas vezes. Alugava o jogo e virava direto. Era muito fácil.

    Mas não sei... não consigo mais. Fiquei muito tempo sem jogar D=. Mas acho que talvez se eu jogasse mais frequentemente eu até que conseguiria.

    ResponderExcluir