30 de mar de 2011

Cansado...

Não sei se vou conseguir.

Tenho andado extremamente ocupado com muita coisa. Além das cadeiras que estou fazendo, estou fazendo aula de LIBRAS, participo de dois corais na igreja, devo começar a fazer aulas de Alemão (no caso, voltar: eu já fazia antes, mas elas ainda não começaram esse semestre) e "trabalho" (como o leitor já deve saber, eu realmente não gosto dessa palavra) num projeto de pesquisa em computação gráfica.

Além disso, mantenho esse humilde blog, tentando blogar numa média (que ultimamente nem tem sido muito respeitada) de uma postagem por dia. Para não ficar sedentário, queria começar a fazer aulas de karate toushenkai numa academia que tem aqui em Guaíba (o cara que "ensina" - não sei a palavra certa pra isso - é um dos fodões da confederação gaúcha de karate toushenkai, pelo que sei), e para completar tenho lido O Senhor dos Anéis (não acabo NUNCA esse livro!) e o Learn You a Haskell For Great Good, do qual eu comentei no meu último post.

Assim, acho que tenho desculpa para repetir: estou cansado.

Não tenho conseguido dormir direito, mas também porque eu tenho sido relapso quanto a isso. Até agora tenho conseguido manter - a muito custo - todos os temas das aulas bem encaminhadinhos, ignorando a cadeira de Engenharia de Software (essa eu vou deixar pra estudar mesmo só perto da prova) e meio que relaxando um pouco na cadeira de Otimização Combinatória (mas não ignorando, porque além de ter prova semana que vem, a matéria é legal e difícil e eu já vi que não dá pra deixar pra estudar na última hora). Mesmo assim, não creio que essa estabilidade vá durar por muito tempo: só pra exemplificar, como eu disse, tenho prova semana que vem.

Uma forma de manter a minha vida funcionando um pouco melhor, pela experiência que tenho tido, é me abstendo das relações sociais. Eu poderia simplesmente ignorar todas as coisas a que me convidam e ignorar a existência da minha família por um tempo, além de os compromissos de igreja, ficando completamente livre para os estudos. Essa opção funcionaria maravilhosamente bem, dada a disposição que tenho tido em estudar ultimamente. Mesmo assim, não sei o quanto tempo ela permaneceria funcional, já que é bem fácil que eu perca o ânimo quando tenho mais tempo livre.

Outra opção talvez seria eu tentar me organizar e me esquecer das bobagens que eu faço durante os dias, como escrever nesse blog (me desculpe leitor, não se ofenda: apesar de o blog ser bobagem, o leitor é muito importante =D). De qualquer forma, acho que não quero isso: eu já nem to mais jogando, e, assim, se parar TUDO, não vou agüentar muito tempo sem alguma coisa pra "espraiar".

Enfim... o objetivo desse post era só compartilhar do meu cansaço. Eu já deveria estar dormindo, mas, enfim, to aqui, né?

R$

------------------
UPDATE: Eu esqueci de falar que além de tudo estou aprendendo a tocar flauta transversal "autodidaticamente" e que com isso às vezes perco parte do meu tempo tocando algumas músicas do livrinho "Solfeo de los Solfeos" - que a gente usava no tempo em que estudávamos na OSPA (digo "a gente" por estar me referindo a mim e ao mano ao mesmo tempo) - que, para todos os efeitos, foi o melhorzinho que eu consegui pegar para tocar (tem músicas fáceis e boas pra pegar a digitação e a embocadura =D). De qualquer forma, lembro: a flauta doce permanece com o seu mesmo espaço na minha vida, recebendo atenção especialmente quando quero tocar alguma coisa e não estou com saco de aceitar que isso possa ser difícil de alguma maneira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário